quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Cientistas transformam sacolas plásticas em combustível


Com pouquíssimas opções viáveis, o uso e a reciclagem das sacolas plásticas ainda causam discussões por onde quer que o assunto seja citado. Porém, o pesquisador Benjamin Sharma, autor de um recente estudo na Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, descobriu uma forma de usá-las que ainda não havia sido proposta: em forma de combustível.
A ideia do cientista é convertê-las em produtos como gás natural, solventes e óleos lubrificantes, incluindo óleo de motor e óleo hidráulico. Para “fazer” gasolina, o processo produz mais energia do que a que gasta e cria combustíveis que podem ser misturados com gasóleo.
Segundo Sharma, “apenas se pode obter entre 50% e 55% de combustível a partir da destilação de petróleo bruto. Mas, como o plástico dos sacos é feito de petróleo, podemos converter quase 80% de combustível na sua destilação”.

Estudos anteriores já tinham revelado uma forma de converter sacos de plástico em petróleo bruto, mas esta é a primeira vez em que se conseguiu transformá-los em combustível. Os pesquisadores foram capazes de misturar até 30% do combustível derivado do plástico em combustível comum e “não encontraram problemas de compatibilidade com biocombustível”, disse o cientista.
Responsáveis por grande parte do lixo flutuante nos oceanos e dos aterros, as centenas de milhões de sacos plásticos descartados todos os anos agora poderão ter um novo uso, impedindo ao menos, que infectem biomas – sacolas já foram detectadas nos polos Norte e Sul – e prejudiquem espécies animais e vegetais.

Foto: Kate Ter Kaar / Flickr (Creative Commons)

Nenhum comentário:

Postar um comentário