terça-feira, 2 de agosto de 2011

Um ano da política nacional de resíduos sólidos, o que mudou?







Hoje, terça-feira, dia 2 de agosto a política nacional de resíduos sólidos completa uma ano de existência, de fato algo mudou? 


Em primeiro lugar, só o fato de ter sido regulamentada após quase duas décadas de debate no congresso já é uma vitória. Só pelo fato de existir um marco regulatório algo está mudando no País. 


Creio que só a longo prazo poderemos ter certeza se o problema será resolvido. As alternativas já foram colocadas na mesa e conceitos como não geração, redução e tratamento dos resíduos já estão sendo colocados em prática. 


A logística reversam, termo cunhado para descrever o processo de como o lixo gerado voltará para os fabricantes é genial, mas também depende da boa vontade do povo brasileiro. 


1,5 Milhão deverá ser investido em cooperativas de catadores, substituições de lixões, tratamento de lixo e implantação de coleta seletiva.A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, informou que R$ 1 bilhão já está previsto no Orçamento de 2011 e que R$ 500 milhões virão da Caixa Econômica Federal.


Se isto vai funcionar ou não é impossível saber, mas que há ações, mesmo que pequenas, e uma política pública para resolver o problema já é uma alívio. Agora é só esperar... e torcer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário